segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

PALACETE SANTA HELENA, SÃO PAULO




                                                                              
O palacete Santa Helena

Por volta de 1930, Francisco Rebolo e Mario Zanini tinham seus
ateliês na Praça da Sé, num edifício chamado de 'palacete Santa Helena.'
O edifício era um marco da arquitetura do início do século XX e alí,...
nesses estudios, se reuniam grandes artistas da época, como Volpi, Penacchi, Aldo Bonadei,
Humberto Rosa, Manuel Martins, Alfredo Rizzotti...
Eram todos de origem humilde, e para sobreviver exerciam atividades artesanais ou operárias.
Volpi era pintor de paredes, Clóvis Graciano era ferroviário, Fulvio Penacchi era dono de açougue, Rizzotti era mecânico , Rebolo era jogador de futebol e Rosa e Penacchi também 
davam aulas de desenho.
Alí se formou o grupo Santa Helena, sem maiores pretensões ou compromissos conceituais, mas que se tornaria um dos mais importantes movimentos da arte brasileira do século XX.
O grupo Santa Helena - básicamente composto de proletários- era irônicamente mantido à distância pelos grupos de arte mantidos pela elite e intelectuais de São Paulo, como o CAM (Clube dos Artistas Modernos), que englobava os participantes da Semana de 22.
O preconceito era enorme e talvez justifique a união do grupo, como reação.
Essa união perdurou por muitos anos, sendo constantemente criticada, mas seu trabalho atraía mais e mais adeptos e se tornava cada vez mais conhecido.
Finalmente, sabe-se hoje que, apesar de tudo, o Grupo Santa Helena foi o revelador de muitos dos mais importantes artistas plásticos brasileiros do século XX.
O edifício, infelizmente, foi demolido em 1971, para a construção do Metro da Sé.
Como artista fico feliz em poder resgatar, modestamente, a memória desse pequeno espaço em São Paulo, que abrigou tantos grandes nomes.
Marco Angeli, janeiro de 2014

CUBA BEFORE FIDEL


Havana, Cuba, c.1955, sketch
Marco Angeli, 2017


Detalhe